sexta-feira, 15 de julho de 2011

COMPLEXO DE GOLGI- FUNÇÃO, IMAGEM



O Complexo de Golgi é uma organela que se encontra em quase todas as células eucariontes. Seu nome originou-se de Camilo Golgi que foi o citologista italiano que o descobriu no final do século 19. Golgi nasceu em 7 de julho de 1843 e apesar de ter se formado em medicina e trabalhado na clínica psiquiátrica do criminólogo Lombroso, interessou-se pela histologia. Chegando a importantes resultados com as suas experiências, entre as quais se destaca o método da coloração com o nitrato de prata, que provocou uma revolução no estudo laboratorial dos tecidos nervosos. Através da descoberta desse método em 1876, Golgi foi capaz de verificar que certas regiões com citoplasma celular se coravam por sais de ósmio de prata, então ele imaginou que ali deveria existir algum tipo de estrutura (a que depois seria dado o nome de Complexo de Golgi), posteriormente essa hipótese foi confirmada quando estudada com o auxilio do microscópio eletrônico, na segunda metade do século XX. 

As descobertas de Golgi foram muito importantes tanto para a medicina como para a ciência. Em 1906, ele recebeu o Nobel de Fisiologia ou Medicina conjuntamente com Santiago Ramón y Cajal, pelos seus estudos sobre a estrutura do sistema nervoso.

Essa organela é formada por uma pilha de vesículas grandes e achatadas, que são feitas de membrana dupla lipoprotéica, e se encontram dispostas de modo regular e outras menores e esféricas, que surgem a partir da primeira. Cada uma dessas vesículas recebe o nome de dictiossomo. Em células animais os dictiossomos geralmente se encontram reunidos em um único local próximo ao núcleo. Nas células vegetais, geralmente há vários dictiossomos espalhados pelo citoplasma.

O complexo de Golgi se localiza entre o retículo endoplasmático e a membrana plasmática, se originando a partir de elementos do retículo endoplasmático. Ele é composto por uma quantidade semelhante de fosfolipídios e proteínas e uma grande quantidade de fosfatase ácida.

Como não há ribossomos associados ao complexo de Golgi ele assemelha- se mais ao retículo endoplasmático liso, no entanto, o empilhamento regular das vesículas achatadas é característico dessa organela, enquanto que os componentes do retículo geralmente se distribuem de maneira irregular na célula.

Publicidade:



A função mais importante do complexo de Golgi é o processamento de proteínas ribossomáticas e sua distribuição por entre as vesículas. Então essa organela funciona como uma espécie de sistema central de distribuição na célula, atuando como centro de armazenamento, transformação, empacotamento e remessa de substâncias na célula. Além disso também é responsável pela formação dos lisossomos (vesículas cheias de enzimas digestivas), da lamela média (primeira parede que separa duas células vegetais que estão em divisão) dos vegetais e do acrossomo dos espermatozóides de mamíferos, do glicocálix e está ligado à síntese de polissacarídeos. Acredita-se que ainda o complexo de Gogi seja responsável por alguns processos pós-traducionais, como adicionar sinalizadores às proteínas que as direcionam para os locais da célula onde atuarão.

A maior parte das vesículas transportadoras que saem do retículo endoplasmático, e em particular do retículo endoplasmático rugoso, são transportadas até o complexo de Golgi, onde são modificadas, ordenadas e enviadas na direção dos seus destinos finais. Essa organela costuma estar mais presente nas células de órgãos responsáveis pela secreção de certas substâncias como o pâncreas, a hipófise, a tireóide, entre outros.

As enzimas digestivas do pâncreas, por exemplo, são produzidas no retículo endoplasmático rugoso e levadas até as bolsas do complexo de Golgi, onde são empacotadas em pequenas bolsas, que se desprendem dos dictiossomos e se acumulam em um dos pólos da célula pancreática. Quando chega o sinal de que há alimento para ser digerido, as bolsas cheias de enzimas se deslocam até a membrana plasmática, fundem-se com ela e eliminam seu conteúdo para o meio exterior. Geralmente todas as células do corpo sintetizam e secretam uma grande variedade de proteínas que atuam fora delas.


Gostou do Blog?? Cadastre seu E-Mail e Receba as Atualizações:
COMPLEXO DE GOLGI- FUNÇÃO, IMAGEM
Blog DCH- Fotos e Vídeos

1 comentários :

Anônimo disse...

oi eu sou a isis e tenho pele branca bem branquinha de olhos cor de mel

Postar um comentário

Não encontrou? Pesquise no Google:

Sobre o Autor:


Rafael Zucco
, 31 anos, Palmeirense, Guarulhense e Boa Gente, escreve Profissionalmente em Blogs desde 2008 e gosta de jogar Poker nas horas vagas.